Serviços de pagamento online que você deve saber

Qualquer pessoa que ofereça produtos ou serviços pagos na Internet não pode evitar o uso de sistemas de pagamento on-line. Mesmo que os métodos tradicionais de pagamento, como o débito direto eletrônico e a compra por conta ou o dinheiro na entrega nas páginas das lojas alemãs, não estejam faltando, os serviços de pagamento pela Internet estão ganhando importância. Embora os prestadores desses métodos de pagamento podem recompensar seu bom serviço, este detém no entanto duas vantagens significativas em relação aos métodos convencionais: Em primeiro lugar, os sistemas de pagamento on-line pode ser rápida e facilmente integrados em notícias e projetos web existentes , por outro lado, eles oferecem aos usuários que planejam confiabilidade graças a confirmações de recebimento imediatas e transferência rápida de pagamento.

Os clientes estão cada vez mais confiantes nos serviços de pagamento on-line, o que torna sua disponibilidade cada vez mais um importante critério de decisão. Quais são atualmente os provedores mais populares e qual o nível de distribuição que eles têm?

O princípio de um sistema de pagamento on-line é que o processo de pagamento não ocorre diretamente entre o vendedor e o cliente, mas é tratado por um intermediário de pagamento. Dessa forma, garante-se que o comprador pague somente se ele receber as mercadorias solicitadas e o vendedor não se sentar em uma fatura não paga, apesar da entrega. Custos mais altos surgem apenas para o vendedor, que deve ceder uma porcentagem do valor do pagamento ao provedor do sistema de pagamento online.

Para poder utilizar tal serviço, tanto a loja virtual como o operador de serviços da Web e o cliente geralmente exigem uma conta com o provedor correspondente. O registro é rápido e requer o fornecimento de informações pessoais ou comerciais e dados bancários. Existem três variantes diferentes em relação ao processamento de pagamentos:

A conta em cada serviço de pagamento on-line funciona como uma conta virtual para a qual os compradores podem depositar crédito. Se você fizer uma compra, o fornecedor deduzirá o valor correspondente e o transferirá para a conta do vendedor.

Os compradores fornecem os detalhes da sua conta, que são verificados pelo provedor de serviços de pagamento. Subsequentemente, os pagamentos são deduzidos automaticamente da conta especificada.

Petrobras adia reajuste do diesel, mas diz que seguirá com reajuste de preços

O atual ministro Bento Albuquerque, ministro de Minas e Energia, deixou claro no dia 16 de abril de 2019 que o Governo Federal não irá interferir na política de preços estabelecida pela Petrobras. Após ser questionado se haveria algum tipo de alteração partindo do governo para baixar o preço do diesel, o ministro não hesitou em responder: “não haverá nenhuma alteração”.

As notícias sobre as declarações mais recentes de Bento Albuquerque estão ligadas aos rumores de greve dos caminhoneiros que têm se espalhado pelas mídias sociais em abril deste ano. Com o aumento constante do preço do diesel devido a política de ajuste de preços da Petrobras, os rumores já preocupam diversos comerciantes.

“Ocorreu um erro gravíssimo de comunicação na hora de apresentarem esse índice de 5,7%. Percebendo que o atual Presidente da República não está informado sobre essa decisão de reajuste, os devidos esclarecimentos já foram feitos”, explica Albuquerque. Neste caso, o ministro está se referindo ao percentual de reajuste previsto no preço médio do diesel, motivo de rumores que afetaram a cotação do dólar e o otimismo dos investidores no dia 16 de abril deste ano.

A estatal informou em nota que ainda que ocorram adiamentos com os reajustes que virão, a empresa não irá mudar sua política de reajuste de preços que segue alinhada de forma PPI (Preço Paridade Internacional). Esse modelo de política significa que o preço dos combustíveis vendidos nas refinarias da estatal deve passar por reajustes constantes com intervalos mínimos de 15 dias. O preço do combustível comercializado diretamente nas refinarias da Petrobras atinge cerca de 54% do reajuste que chega nas bombas para o consumidor final.

Em contrapartida, o atual governo percebeu a necessidade de conter uma nova greve e passou a flexibilizar a linha de crédito para os caminhoneiros autônomos. O BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) irá fomentar R$ 500 milhões em crédito para o caminhoneiro poder adquirir um caminhão novo, peças e troca de pneus com mais flexibilidade. Isso terá um impacto positivo na economia familiar de muitos caminhoneiros, mas a pergunta é: será que a médio e longo prazo isso será o suficiente para conter a necessidade de preços mais condizentes com a realidade do consumidor brasileiro?

Redator de seo freelancer: boas dicas para trabalhar bem

Quais são os detalhes e nuances do trabalho daqueles que se dedicam à boa escrita online? Aqui estão os detalhes que fazem a diferença quando você decide se tornar um bom redator SEO.

O trabalho do redator de SEO é um dos mais estranhos: existe, não existe, é apenas uma invenção de quem faz otimização para mecanismos de busca apenas com textos. Em suma, a discussão está sempre aberta. Mas acredito que há algo em que pensar.

Encontrar um emprego online. Também como uma cópia freelance. Não é suficiente dizer que não existe copywriting SEO, que existe apenas uma maneira de escrever na web e que as pessoas são o único destinatário deste processo. Sim, é verdade. O conteúdo é criado para o público, mas existem regras.

Pontos importantes para otimizar um texto para a web. O SEO diz que é ele quem tem que dar as diretrizes para o copywriter, mas há sempre uma grande necessidade de escritores web com boas habilidades neste setor. Sério? E como conseguir um emprego neste campo? Como encontrar clientes online? Aqui estão algumas dicas.

Bem, sim. O primeiro passo a ser dado nestes casos é simples: você precisa abrir um blog e começar a trabalhar com palavras para acionar dois processos que ajudarão seu processo a encontrar trabalho como redator de SEO freelancer.

O primeiro ponto a enfatizar é a capacidade do blog de se transformar em um currículo on-line, uma ferramenta para mostrar aos clientes em potencial suas habilidades. Naturalmente, o site institucional é um ponto de partida. Mas com o blog você pode fazer mais, mostrar seu estilo e as habilidades que o caracterizam.

E então o blog é a ferramenta chave do marketing de entrada. Se alguém estiver procurando informações on-line, talvez passando para clientes em potencial, encontre sua postagem.

Otimizar contas de redes sociais – A presença nas plataformas sociais pode ajudar você com as notícias. Mas como você se apresenta, como qualquer outro cara que coloca a foto de aniversário e compartilha o que acontece, sem se importar com a importância do marketing de conteúdo na dinâmica de compartilhamento?

Isso pode ser um erro. Pense no perfil do Facebook, o ponto de partida para atrair pessoas interessadas no seu trabalho. Aqui os pedidos podem chegar em mensagens privadas, muitos contatos chegaram assim. Não subestime essa ferramenta: cuide do perfil, adicione as informações corretas e estude o conteúdo para compartilhar.

Maneiras de aumentar seus negócios com o Content Marketing

Nos dias de hoje, você deve estar interessado e procurando por todos os métodos de baixo custo que poderiam realmente mudar a sorte do seu negócio. O marketing é uma ferramenta essencial que ajuda a empresa a atingir seus clientes e, portanto, seus objetivos, economia e resultados.

Para obter um crescimento em seus resultados, você tem que saber como se ver acima do seu negócio e não dentro (um bom cozinheiro não é um bom restaurador).

O conteúdo de marketing, em particular, é uma forma de marketing estratégico, que disparou nos últimos anos, porque a disseminação de mídias sociais e blogs aumentou.

O conteúdo de marketing cria uma presença na web para a promoção de produtos e serviços e coloca as marcas em evidência.

É por isso que um escalonamento de 80% das empresas que vendem para os usuários finais (B a C) e um 90% estratosférico de empresas que vendem para outras empresas (B para B) usam o conteúdo para alcançar seus clientes. potencial na web.

O que é marketing de conteúdo? ‘Marketing de Conteúdo’ é o termo geral que inclui todos os tipos de marketing envolvendo exposição, desenvolvimento e promoção de conteúdo.

Conteúdos criados para convidar o cliente a adquirir as bases de conhecimento e familiaridade com os produtos para consumo imediato ou futuro.

O objetivo do Marketing de Conteúdo é orientar a ação do cliente aumentando o tráfego do site para gerar conversões maiores.

Quero compartilhar com você importantes dicas de marketing que podem levar sua empresa ao sucesso.

Essas mesmas sugestões, eu as forneço em minhas consultas pagas para clientes que estão determinados a aumentar sua rotatividade na web – eu os testei várias vezes e, se parecerem triviais, garanto que não são.

Invista seu tempo – Os sites estão se tornando a agulha de equilíbrio com a qual o cliente decide se deve ou não fazer uma compra com sua empresa.

Em outras palavras, o site da sua empresa deve ser bom. Aproveite o tempo para atualizar o site regularmente e verifique se ele está cheio de conteúdo de alta qualidade. Pense do ponto de vista do cliente. Você faria negócios com uma empresa que tem um blog ou site que não é atualizado há vários anos? Eu não faria isso e você também não.

Ferramentas que facilitam o gerenciamento de mídia social

Planejamento, análise e monitoramento de conteúdo – essas são apenas algumas das áreas onde as ferramentas de mídia social simplificam as relações públicas. Apresentamos cinco ferramentas que facilitam o uso profissional das mídias sociais:

Com o Buffer, o conteúdo da ferramenta pode ser coletado, gerenciado e compartilhado em diferentes plataformas de notícias em diferentes momentos (até mesmo na versão para dispositivos móveis para iOS e Android). É possível compartilhar conteúdo em até três redes – são suportados Twitter, Facebook, Google+, LinkedIn, App.net, Pinterest (este último somente na versão paga). A versão gratuita pode ser usada para uma conta e um máximo de dez conteúdos armazenados por plataforma.

Além da extensão do navegador para os programas populares, também há extensões para serviços online como Pocket, Instapaper, feedly ou scoop.it. Recursos adicionais incluem o encurtamento de link automático integrado e uma ferramenta gráfica útil (Pablo). A partir do pacote do meio (50 USD), há a opção “Social Analytics” e, portanto, uma análise de suas próprias atividades de mídia social.

Com a capacidade de rastrear simultaneamente diferentes fluxos, o Hootsuite era inicialmente popular entre os usuários do Twitter. Enquanto isso, Facebook, Google+, LinkedIn, Foursquare, WordPress e Mixi também são suportados. Os clientes podem gerenciar várias contas (até três gratuitas) por vez, mas não podem conectar mais de cinco redes à ferramenta ao mesmo tempo. Na versão paga, você pode vincular até 50 contas com a ferramenta de gerenciamento de mídia social. O Hootsuite é baseado em navegador e oferece extensões de navegador para o Chrome e Firefox, bem como uma versão para celular (Android, iOS).

As funções básicas – como a publicação automatizada de contribuições no horário definido – são comparáveis ​​às do Buffer. Além disso, a Hootsuite oferece um painel com uma grande variedade de funções que podem ser acessadas por até dez funcionários. A análise do comportamento e das reações do usuário também oferece mais opções. Então você pode por exemplo, meça o número de respostas a postagens individuais e descubra o tempo de publicação ideal para seu próprio grupo-alvo.

As ferramentas da Brandwatch se concentram na escuta social e na inteligência social. O foco dessa ferramenta de monitoramento de mídia social não está no planejamento de conteúdo, mas na análise de dados. A ferramenta de análise extrai dados dos canais de mídia social mais relevantes (Twitter e Facebook) e o recurso Analytics permite o monitoramento em tempo real de campanhas, análises competitivas regularmente e o acompanhamento de fãs, seguidores e influenciadores.

Melhores sites para imagens e gráficos de vetor livre

Encontre de forma rápida e fácil os gráficos, imagens vetoriais e cliparts com a nossa lista detalhada e curada dos melhores sites gráficos e de vetores gratuitos disponíveis.

Se você precisa de alguns gráficos para criar um novo logotipo, um folheto de marketing, notícias ou um novo website, encontrar os vetores certos para atender às suas necessidades de design e marketing é um pesadelo. No mínimo, você gastará uma quantidade enorme de tempo para rastrear os sites certos e, em seguida, imagens que atendam às suas necessidades.

Com a lista abaixo, a tarefa agora é muito mais fácil e rápida, abaixo você encontrará uma lista dos melhores sites para gráficos e vetores gratuitos para atender a todas as suas necessidades de design, com detalhes em cada site.

Clker.com – O banco de dados da plataforma Clker.com é um grande e misto conjunto de fotos, clip-arts e vetores. A resolução da imagem é alta, mas pode variar.

Flaticon – O Flaticon tem um banco de dados supergrande e livre para usar ícones vetoriais e gráficos enviados por sua comunidade.

Vexels – Vexels tem principalmente gráficos de ações e ilustrações royalty free em seu site. A maioria das imagens está disponível para download gratuito se você as creditar através do link para Vexels.com. O site é fácil de usar e pesquisar. Eles também têm um bom blog sobre design e uso de imagens, se você estiver interessado. Também vá até as categorias selecionadas na página inicial se você tiver um projeto específico, por exemplo, banner, site, modelo, camiseta, resumo, ícone, elemento de design.

Marcas do Mundo – Marcas do Mundo tem a maior coleção de grandes logotipos de marcas transformados em vetores editáveis ​​que você jamais encontrará. Os logotipos são destinados a designers que precisam exibir logotipos de marcas em seus trabalhos. É uma poupança de vida para projetos da web, mas certifique-se de ter permissão da empresa que possui a marca registrada / logotipo antes de usar!

Vecteezy – A Vecteezy é uma das maiores comunidades de gráficos vetoriais online (muitos artistas gráficos e designers). Eles têm uma enorme e crescente coleção de vetores personalizados e modelos úteis para projetos de design. Você também pode editar arquivos on-line antes de fazer o download.

Investimento da Apple vai além do mercado de smartphones

De olhos nos negócios, a Apple, com forte presença no mercado de smartphones, sabe que a sua capacidade de inovação e de encantar os seus consumidores não pode ficar limitada. Depois de todos os anos no topo com as vendas dos iPhones, as estratégias se voltam para a  área de entretenimento .

Em março, a empresa divulgou que estaria colocando em prática o plano de disponibilizar serviços de streaming de vídeo, o que irá incluir os serviços de assinatura como notícias e jogos.

Para começar com força total, a Apple não está economizando no elenco de seus artistas, o famoso diretor Steve Spielberg, a apresentadora de TV Oprah Winfrey, e as atrizes hollywoodianas Reese Witherspoon, Jennifer Aniston e Steve Carrell marcaram presença no evento em Cupertino, na Califórnia.

No mercado de vídeo por streaming diversas empresas como a Amazon Prime e a Globo Play também procuram ter a sua participação no ramo. O investimento da Apple em grandes estrelas mundiais é necessário para o destaque da empresa. A Apple TV+ é um serviço de assinatura que não possui anúncios, a previsão de seu lançamento será neste ano para mais de 100 países.

No evento, a empresa afirmou que haverá a produção de programas que possui gigantes no ramo, tanto na frente quanto atrás das câmaras, entre os profissionais estão Jason Momoa, Octavia Spencer, M. Night Shyamalan, e J.J. Abrams. O conteúdo poderá ser visto em um aplicativo da Apple TV e outras plataformas como o Fire TV e o Roku da Amazon. Haverá a liberdade dos usuários escolherem suas assinaturas em serviços de terceiros, como Starz e HBO.

No lado do entretenimento voltado para a leitura, a empresa estreia em sua atualização com os dispositivos iPhone, iPad e iPod, o serviço Apple News+, assinatura de revistas e notícias digitais de sites como Wall Street Journal, Los Angeles Times e mais de 300 revistas, incluindo a Rolling Stone, National Geographic, The New Yorker e Wired. O valor do serviço será de US$ 9,90 por mês. Na área de jogos por streaming haverá o lançamento do Apple Arcade que contará com no mínimo de cem títulos.