Carlos Alberto de Oliveira Andrade fala sobre o sucesso da nova montadora

Durante a edição 52º da premiação “Carro do Ano”, considerada uma importantíssima celebração voltada ao setor automotivo no Brasil, o empresário Carlos Alberto de Oliveira Andrade recebeu o título de Executivo do Ano 2019. Essa homenagem é importante para a carreira do empresário e para o sucesso da CAOA CHERY. O prêmio foi recebido pelo empresário na noite de 26 de novembro de 2018 durante o evento realizado pela revista Auto Esporte (Editora Globo).

 

A decisão da revista em escolher Carlos Alberto de Oliveira Andrade como o maior executivo em atividade no Brasil, é devido ao fato de que o empresário vem passando por um ano intenso em relação aos negócios. Intenso do ponto de vista bom, pois um grande acordo entre a CAOA e à CHERY no final de 2017 deu origem a uma nova montadora 100% brasileira, a CAOA CHERY. Essa incorporação entre as duas empresas do setor automotivo tem sido muito bom em 2018 e traz grandes expectativas de impulsionar a economia nacional durante os próximos anos.

 

Durante todo o ano de 2018 a nova montadora apresentou números expressivos de vendas de veículos em todo o Brasil. Isso foi importante para a sua evolução neste cenário de grandes desafios que é o setor automobilístico nacional. Um dos grandes indicadores do sucesso da CAOA CHERY é o seu posicionamento no ranking Market Share, com um salto da posição 20a para 15a em 12 meses de trabalho e dedicação. Carlos Alberto de Oliveira Andrade esteve à frente desse sucesso e entende que uma boa participação de mercado nestes primeiros anos de empresa é fundamental para se firmar entre as grandes fabricantes de veículos.

 

O primeiro modelo lançado pela CAOA CHERY é o Tiggo 2, que durante o ano de 2018 foi um sucesso de venda. Esse veículo também foi bem recebido durante a última edição do Salão Internacional do Automóvel, que ocorreu em São Paulo. Com base no sucesso do Tiggo 2, a empresa tem grandes expectativas com o lançamento sem data prevista para o Tiggo 8, também lançado na última edição do Salão Internacional do Automóvel. Carlos Alberto de Oliveira Andrade e outros empresários envolvidos com o trabalho da CAOA CHERY sabem que esse processo de conquistar uma boa bagatela do mercado automotivo no Brasil é gradual.

 

Os impactos negativos da recessão econômica recente, somados a mudança de governo e a reestruturação do mercado internacional automotivo para veículos híbridos e elétricos, faz com que cada decisão e lançamento da empresa sejam bem avaliados. Outros veículos estão previstos para serem lançados pela nova montadora em 2019, sendo eles: o Arrizo 5, o SUV Tiggo 5x e o Tiggo 7. Oficialmente, o Tiggo 5x está sendo lançado em dezembro de 2018, sendo um dos lançamentos mais esperados para este ano.

 

“Sinto felicidade em ser homenageado como um executivo de sucesso, pois isso indica com certeza que estamos no caminho certo. Todos estão cientes do orgulho e dedicação que temos com essa nova parceria. Devido a isso, é essencial lembrarmos que estamos concretizando o sonho de uma montadora de grande renome 100% nacional”, diz Carlos Alberto de Oliveira Andrade.

Aprenda como ser um profissional raro e diferenciado no mercado de trabalho

Vivemos momentos difíceis no país, frutos de uma crise que afeta instituições públicas e privadas, fato este verificável através das notícias dos jornais. Dessa forma, é preciso que você invista no seu valor pessoal, e torne-se diferente e raro. A raridade é procurada pelos mais sensatos e inteligentes empresários do planeta, é por meio de um profissional assim que é possível inovar. Leia esse artigo e aprenda como se tornar um profissional raro e diferenciado.

Procure ser curioso, faça perguntas e mostre que você está sempre à procura de novas soluções. Uma dúvida pode causar problemas maiores, nunca tenha medo de esclarecer as suas dúvidas. Um profissional interessado demonstra que está empenhado em fazer o seu melhor em prol da empresa.

Fazer o melhor em prol da empresa é estar atento para as oportunidades. Seja aquele profissional que propõe melhorias e que quer crescer junto com a empresa. Um colaborador assim demonstra iniciativa e, além disso, mostra ser capaz de assumir responsabilidades. Um funcionário responsável costuma ser visto como alguém de muito valor.

Busque ajudar em tudo o que for possível, faça mais do que esperam de você. Com essa atitude você irá surpreender positivamente os seus colegas de trabalho e superiores.

Além de ser curioso, estar atento para as oportunidades e fazer mais do que esperam de você, tenha senso de urgência, ou seja, não acumule trabalho, em outras palavras, não deixe para amanhã o que você pode fazer hoje. Não crie desculpas ou invente obstáculos, acredite que você é capaz de vencer prazos e executar as suas tarefas com eficiência.

Caso seja impossível executar todas as suas tarefas pendentes em um só dia, opte por priorizar. Crie uma simples lista de prioridades, e faça acontecer. Se você não fizer isso, acabará perdendo o foco e o seu dia não será nenhum pouco produtivo.

Em resumo, procure ser um profissional raro e diferenciado, dessa forma, você estará construindo uma carreira de sucesso. Por causa da crise existente no país, ser curioso, estar atento para as oportunidades, fazer mais do que esperam de você, ter senso de urgência e saber priorizar, pode contribuir muito para a sua qualidade de vida.

 

Entenda o que é a Salmonela

Muito se fala e inúmera notícias saem sobre Salmonelose, mas é uma infecção transmitida por varias espécies diferentes de salmonelas, bactérias que pertence a família Enterobacteriaceae.

Estes micro-organismos são transmitidos através da ingestão de alimentos mal cozidos, água contaminada e alimentos crus contaminados por fezes.

Alimentos que apresentam um grande risco são, por exemplo, as carnes de maneira geral, em especial as aves, ovos, leite e derivados dos mesmos e água contaminada.

Os tipos mais comuns de salmonela costumam causar inflamação da mucosa do intestino e entercolite. O período para começar a sentir os sintomas varia de oito a quarenta e oito horas após ingerir o alimento contaminado.

Os sintomas recorrentes desta enfermidade são: febre, cefaleia, náusea, vômito, cólica, diarreia e ausência de apetite. A intensidade destes sintomas muda de acordo com cada pessoa.

O diagnóstico como em muitas outras enfermidades leva em conta o histórico do individuo, seus costumes alimentares, e o que a pessoas comeu nas últimas horas, além de um exame que analisa as fezes.

O exame de fezes é de extrema relevância para que não haja dúvida, nem confusão com outras enfermidades como, por exemplo, com a gastrenterite viral, colite ulcerativa, disenteria amebiana entre outras doenças que revelam sintomas parecidos com estes. Quando acontecem inúmeros casos desta infecção em uma mesma região por determinado alimento, é necessário informar a vigilância sanitária para que a mesma tome previdências.

Como é uma doença autolimitada, o tratamento para a gastrenterite por salmonela se baseia em aliviar os sintomas e manter o corpo hidratado. Alguns casos evoluem para algo mais grave, como bacteremia, que são as bactérias que escapam do intestino e vão para a corrente sanguínea e acabam por afetar outros órgãos. Nesta situação é indicado o uso de antibióticos.

As pessoas que pertencem ao grupo de risco são crianças com pouca nutrição, idosos, pessoas com depressão ou portadores de anemia, que ao contrair a doença podem desenvolver complicações maiores.

As principais recomendações para que não se contraia a doença são : lavar as mãos, sempre antes das refeições, evitar alimentos com carne crua e industrializados, cuidados intensificados ao preparar carnes e aves, cuidado com alimentos que contenham ovos, como por exemplo a maionese caseira que inclui ovo cru como elemento, evitar leite que não seja pasteurizado, lavar bem frutas e verduras, além dos utensílios utilizados na cozinha. E manter sempre os alimentos armazenados da maneira correta.

Febre nos Estados Unidos finalmente chega ao Brasil, e já faz muito sucesso.

Você pode não ter utilizado, mas basta olhar para bicicletas amarelas estacionadas pela cidade que você já reconhece. O serviço de bicicleta de aluguel já é febre no Brasil pela sua simplicidade. Basta pegar seu smartphone e com alguns cliques sair pedalando.

Mas agora, elas não são as únicas opções de transporte alternativo nas terras tupiniquins. A espera acabou: Patinetes elétricos chegam em São Paulo para dar mais uma opção de mobilidade prática e acessível para quem quer fugir do trânsito.

Graças a empresa Yellow, é só ter um smartphone que você pode procurar um patinete na sua região. O brasileiro Renato Freitas, vem para inovar mais uma vez a questão de mobilidade pública. Após revolucionar o serviço de táxi e carona com a 99, e até com as próprias bicicletas da Yellow, os patinetes são mais uma das brilhantes idéias do empresário que busca se reinventar cada dia mais.

Para desbloquear o patinete, você é o mesmo procedimento. Basta baixar o aplicativo Yellow e escanear o QR Code e sair patinando. Uma das diferenças entre o patinete e a bicicleta fica com o preço em relação ao tempo. Enquanto as bicicletas estão disponíveis a partir de R$ 1,00 a cada 15 minutos, os patinetes custam a mesma quantia por 5 minutos.

Até agora, as notícias são de que apenas alguns patinetes circulam pela cidade. A expectativa é que em breve mais estejam disponíveis.

Os patinetes elétricos só tem seu motor acionado quando o cadeado é destravado através do aplicativo. Uma medida de segurança necessária, dado os ataques constantes de vandalismo às bicicletas da empresa.

Há ainda alguns desafios, como citados em entrevista dos criadores ao site Info Money. Não existe regulamentação em São Paulo acerca do uso de patinetes nas ruas. Além disso, eles devem ser recarregados diariamente – às vezes até mesmo duas vezes ao dia – para garantir que tenham bateria suficiente para todas as corridas.

A ideia é inovadora, e promete fazer grande sucesso como forma de escapar do trânsito e economizar em médias e curtas viagens.

 

Empreendedores e a cultura de cada empreendimento

Atualmente no universo dos negócios, encontramos novidades no que diz respeito a forma de realizar as atividades, culturalmente não somos um país de empreendedores, considerando que os incentivos para esse tipo de atividade econômica não serem muito difundidos no dia a dia dos brasileiros; com a necessidade de se ter uma atividade para sobrevivência, alguns trabalhadores que foram demitidos ou teve sua renda significativamente reduzida, obteve novas formas de realizar suas atividades laborais. Com auxilio da tecnologia e atual conjuntura da economia, fazer menos com mais e inovar em serviços e produtos, tornou-se uma obrigação para quase todos os brasileiros, para facilitar e orientar novos empreendedores, uma organização chamada Unibes Cultural, criou uma espécie de grupo de negócios com vontade de empreender e com visões diferentes, ou seja, um ambiente com diferentes ramos conversando sobre o mesmo assunto, a iniciativa busca desenvolver conexões e trocas entres as mais diversas áreas, com o avanço da tecnologia, estar fechado em um mundo interior e não interagir com os demais pode ser uma determinante ao fracasso do negocio que muitas vezes nem foi iniciado. Ter acesso a esse tipo de serviço, pode transformar um simples negocio em uma rede bem maior de atividades e prestação de serviços. As redes sociais são muito uteis quando estamos falando de negócios, uma forma barata e descomplicada de fazer o marketing da marca e do serviço oferecido pela empresa, ter uma boa visão do que é o mundo dos negócios é sem dúvida um grande diferencial, ter um bom network com outros empreendedores, pode proporcionar inúmeras vantagens e aumentar o repertorio na hora de negociar e até vender sua marca. Empreender, é uma palavra que está sendo muito utilizada, pessoas com dificuldade financeira, desempregados e até pessoas com vontade de crescer financeiramente ter seu tempo, estão criando oportunidades para trabalhar e contornar os obstáculos.

Motorista particular: saiba quando vale a pena alugar o veículo

A onda de motoristas particulares se tornou uma febre depois da viralização do uso de aplicativos de transporte. Nesse contexto, os profissionais que decidiram se dedicar a essa atividade, provavelmente já se questionaram alguma vez se vale mais a pena dirigir o próprio carro, adequando-o à profissão, ou alugar um modelo para executar suas viagens cotidianas.

A verdade é que para obter essa resposta, além dos custos evidentes, é preciso levar em conta um conceito que aparece em economia e contabilidade: a depreciação. Por ser quase imperceptível, o custo da depreciação do veículo nem sempre é considerada pelo motorista diante dessa questão.

A Cuponation — site que opera cupons de desconto — fez o cálculo, a fim de apurar se compensa mais alugar ou usar o próprio veículo.

O custo para dirigir como motorista particular por meio de um aplicativo de transporte como o Uber, durante 3 meses, é R$4.461 com carro alugado, R$6.532 com carro próprio quitado e R$16.344 com carro próprio financiado.

Enquanto isso, os períodos de 1 e 3 anos, custam R$31.044 e R$93.132 com aluguel, R$22.083 e R$64.227 com veículo pessoal quitado e R$46.331 seguido de R$126.971 com veículo pessoal financiado, respectivamente.

Esses dados apontam uma certa relatividade. O resultado guia para o seguinte cenário: se você pretende dirigir durante um longo período de tempo, vale mais a pena trabalhar com o próprio carro.

Entre os elementos que entraram na conta estão: licenciamento, IPVA, seguro, revisão, gastos com combustível, preço do aluguel e também as parcelas as entradas e parcelas referentes ao financiamento, se houver, além da depreciação.

Logo, o ponto de atenção é planejar o uso do seu carro, bem como o período de trabalho, a fim de tirar o maior proveito e conseguir fazer uma boa economia, já que o objetivo é aumentar a renda.

A pesquisa desenvolvida traz outros aspectos sobre o que compensa mais para o motorista particular. Sendo assim, se você já atua nessa área ou pretende ingressar, é interessante estudar sobre quais são as melhores práticas para alcançar o sucesso financeiro enquanto profissional.

Qual é o significado do empreendedorismo?

O significado de empreendedorismo envolve um empreendedor que age para fazer uma mudança no mundo. Quer os empreendedores iniciantes resolvam um problema com o qual muitos lutam a cada dia, unam as pessoas de uma maneira que ninguém antes, ou construam algo revolucionário que avance a sociedade, todas elas têm uma coisa em comum: a ação.

Não é uma ideia que está na sua cabeça. Empresários pegam notícias e ideias e executam nela. Empreendedorismo é sobre a execução de idéias.

O que é realmente o empreendedorismo? E por que isso é tão importante? Um empreendedor é a pessoa que vê um problema no mundo e se concentra imediatamente na criação da solução. Eles são os líderes que saem sozinhos para melhorar a sociedade. Quer estejam criando empregos ou um novo produto, eles constantemente agem para garantir o progresso mundial. No processo de entender o que é empreendedorismo, vamos ver por que os empreendedores são importantes na sociedade.

Empreendedores criam empregos: sem empresários, empregos não existiriam. Os empreendedores assumem o risco de se empregarem. Sua ambição de continuar o crescimento de seus negócios eventualmente leva à criação de novos empregos. À medida que seus negócios continuam a crescer, ainda mais empregos são criados. Assim, diminuindo as taxas de desemprego, ajudando as pessoas a alimentar suas famílias.

Os empreendedores criam a mudança: os empreendedores sonham grande e, naturalmente, algumas de suas idéias farão mudanças em todo o mundo. Eles podem criar um novo produto que resolva um problema de queima ou aceite o desafio de explorar algo nunca antes explorado. Muitos acreditam em melhorar o mundo com seus produtos, idéias ou negócios.

Os empreendedores dão à sociedade: Enquanto alguns têm essa noção de que os ricos são maus e gananciosos, eles geralmente fazem mais pelo bem maior do que a pessoa média. Eles ganham mais dinheiro e, portanto, pagam mais impostos que ajudam a financiar os serviços sociais. Os empreendedores são alguns dos maiores doadores para instituições de caridade e organizações sem fins lucrativos por várias causas. Alguns procuram investir seu dinheiro na criação de soluções para ajudar as comunidades mais pobres a terem acesso a coisas que consideramos garantidas como água potável e bons cuidados de saúde.

Brasil não irá mais sediar a Conferência do Clima em 2019 organizada pela ONU

De acordo com a ONU (Organização das Nações Unidas), o Brasil não irá mais sediar a Conferência do Clima em 2019. O evento de responsabilidade da ONU estava agendado para ocorrer em 2019 no Brasil. Porém, uma nota emitida pelo Itamaraty afirmou que o país não está em condições de sediar o evento devido a mudança de governo e por causa das limitações orçamentárias necessárias. As notícias sobre essa decisão tomada pelo governo brasileiro foram divulgadas em sites e jornais no dia 28 de novembro de 2018.

“O governo brasileiro fez uma análise cuidadosa das exigências para ser o país sede da COP 25 (Conferência do Clima). A análise firmou, em particular, os propósitos e necessidades financeiras ligadas à realização deste evento, que no atual momento podem ser gastos desnecessários. Levando em conta as atuais restrições orçamentárias e fiscais que deverão continuar em 2019, também considerando o processo de transição para o próximo governo, o atual governo percebeu a necessidade de recusar a oferta de sediar a COP 25 em 2019”, diz a nota oficial divulgada pelo Itamaraty.

O valor do orçamento previsto para o evento antes do cancelamento tinha sido definido pelo Ministério do Meio Ambiente no mês de outubro de 2018. Quando foi lançado o orçamento para sediar o evento, o valor atingido seria o suficiente de acordo com a verba liberada. Entretanto, o orçamento realizado não tinha levado em consideração a mudança de governo a partir do dia 1º de Janeiro de 2019. Isso implicaria em alterações no orçamento fiscal.

O Brasil foi um dos países que disputaram o direito em sediar a COP 25 em 2019 e saiu vitorioso. Um dos pontos fortes que levaram a ONU a escolher o Brasil como sede do evento em 2019 foi sua ótima reputação no combate aos gases nocivos na atmosfera e o combate ao desmatamento gerado por ações irresponsáveis na Amazônia.

Após a decisão do Brasil em não mais sediar a Conferência do Clima em 2019, a ONU aguarda o posicionamento de outros países do Caribe ou da América Latina que desejam ser sede do evento.

Japão pode aceitar trabalhadores estrangeiros

Boas notícias para quem planeja morar no Japão. O país com alta restrição a imigração planeja aceitar imigrantes pelo período de 5 anos, contados a partir de 2019. Os japoneses pretendem revisar a lei que controla a imigração no intuito de resolver a questão da mão de obra, cada vez mais escassa no país.

As estimativas iniciais é de 260 a 340 mil trabalhadores ao país. Não é nada oficial, principalmente por conta dos protestos da oposição, que criticam o governo por seguir com uma proposta vista como precipitada. Para ela não foram detalhadas informações como limite no número de trabalhadores que seriam aceitos, quais setores, entre outros pontos fundamentais para o avanço no projeto que pretende revisar a legislação. Durante este período de cinco anos, o governo projeta uma escassez aproximada entre 1.30 a 1.35 milhão de trabalhadores. A partir de abril do ano que vem, o governo pode aceitar uma leva de cerca de 33.000 a 47.000 estrangeiros para suprir a demanda de 600.000 trabalhadores. Estimativas anteriores, não oficiais, previam que até 250.000 trabalhadores de outras nações poderiam ser aceitos nesses 5 anos, contudo esse número pode ser bem maior.

O projeto de lei

A proposta do governo é de criar uma nova categoria de visto para estrangeiros em diferentes setores com grave déficit de mão de obra. As áreas com maior escassez são construção civil, agricultura e saúde.O sistema pode criar o ambiente para que os estrangeiros possam obter o visto permanente no Japão.

É um momento de grande mudança sócio-política pra o país oriental, marcado pelo amplo controle e limitação de aceitação de profissionais de outros países. A mão de obra mais aceita é a de descendentes de japoneses até a quarta geração. Atualmente o país também recebe estrangeiros altamente qualificados em áreas como medicina, no entanto ainda é pequeno número de refugiados amparados.

Quanto mais a população envelhece, maior a necessidade de mão de obra externa, visto a baixa taxa de natalidade. Se o cenário não mudar, possivelmente em um futuro próximo o país abrirá enfim as portas para os estrangeiros, a exemplo de outras nações, em especial da Europa.

Foto de mãe e filha em evento escolar se torna viral e gera comoção na internet

Foi durante um evento realizado pela escola estadual Dr. Fernando Amos Siriani, no bairro Fraternidade em Bragança Paulista, interior de São Paulo, que mãe e filha posaram para uma foto que veio a viralizar na internet e foi parar nos principais portais de notícias da internet. A imagem em questão retrata de maneira comovente a emoção que Maria das Graças sentiu ao ver sua filha, a jovem Eloá de Oliveira Rosa de 13 anos ao ganhar um certificado de aluna nota 10 da escola.

Toda essa emoção não é por menos, na família somente o pai havia terminado os estudos, porem recentemente Gessy Roberto da Rosa de 54 anos, foi vitima de um infarto que resultou em sua morte, desde então a família tem feito de tudo para que a menina continuasse os estudos.

Hoje na casa quem compõem a renda são os outros dois filhos de Maria, que também lutam para que a irmã possa continuar a estudar e realizar o sonho de seu Gessy de ver a filha formada em uma faculdade. Mesmo sem acesso à internet, celular e ainda com a morte do pai, Eloá e sua família fazem de tudo para que o ritmo dos estudos não caiam e o sonho do pai e da família possa se realizar.

A foto, que inicialmente foi compartilhada na pagina da escola, ganhou milhares de compartilhamento e comentários nas redes sociais e em entrevista ao porta G1 Eloá afirmou não imaginar que a comovente foto iria ganhar a internet. Na mesma entrevista a menina ainda garante que não desistirá de seus sonhos que também são os de sua família, que ela conclua os estudos e faça o curso de Direito. Dona Maria das Graças, que também concedeu entrevista ao G1, disse se orgulhar da filha e que deseja para ela um futuro melhor e que ajudará a filha a alcançar seus objetivos.